terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Noite de gala

A bela noite de gala, foi dedicada ao canto lírico, trazendo grandes expoentes desse gênero, como Carla Domingues.
Veja algumas músicas apresentadas nessa noite.
video

video

Para ver mais videos, acesse: http://goo.gl/1yqDL

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Programação do Festival

Veja abaixo o que ainda tem por vir nesse grande festival e acompanhe aqui os principais momentos dos eventos realizados no Theatro Guarany.

14 FEVEREIRO
9h às 12h - Classes
13h – Recital de Alunos. Local: Conservatório de Música UFPEL.
14h às 16h – Ensaio da Orquestra (Livre) e Banda Sinfônica.
16h30 às 17h45 – Ensaios de Grupos de Música de Câmara.
18h – Concerto “Música de Câmara”. Local: Conservatório de Música UFPEL.
21h – Gala Lírico – Classe de Canto. Local: Teatro Guarany.

15 FEVEREIRO
9h às 12h - Classes
11h - Núcleo de Inclusão Cultural – Quinteto de Sopros “Pedro e o Lobo” (Sergei Prokofiev). Local: a definir.
13h – Recital de Alunos. Local: Conservatório de Música UFPEL.
14h às 16h – Ensaio da Orquestra Acadêmica e Banda Sinfônica.
16h30 às 17h45 – Ensaios de Grupos de Música de Câmara.
18h – Concerto “Música de Câmara”. Local: Conservatório de Música UFPEL.
21h – Grupos “Cordas de Madeiras”. Local: Teatro Guarany.

16 FEVEREIRO
9h às 12h - Classes
13h – Recital de Alunos. Local: Conservatório de Música UFPEL.
14h às 16h – Ensaio da Orquestra Acadêmica e Banda Sinfônica.
16h30 às 17h45 – Ensaios de Grupos de Música de Câmara.
18h – Concerto “Música de Câmara”. Local: Conservatório de Música UFPEL.
21h – Tangos “Ontem, Hoje e Sempre”, com Orquestra Unisinos. Local: Teatro Guarany.

17 FEVEREIRO
9h às 12h - Classes
11h - Núcleo de Inclusão Cultural – Quinteto de Sopros “Pedro e o Lobo” (Sergei Prokofiev).
Local: a definir.
13h – Recital de Alunos. Local: Conservatório de Música UFPEL.
14h às 16h – Ensaio da Orquestra Acadêmica e Banda Sinfônica.
16h30 às 17h45 – Ensaios de Grupos de Música de Câmara.
18h – Concerto “Música de Câmara”. Local: Conservatório de Música UFPEL.
21h – Grupos do Festival “Metais e Percussão”. Local: Teatro Guarany.

18 FEVEREIRO
9h às 12h - Classes
11h – Núcleo de Inclusão Cultural – Grupo de Metais do Festival. Local: Praça Central.
13h – Recital de Alunos. Local: Conservatório de Música UFPEL.
14h às 16h – Ensaio da Orquestra Acadêmica e Banda Sinfônica.
16h30 às 17h45 – Ensaios de Grupos de Música de Câmara.
18h – Concerto “Música de Câmara”. Local: Conservatório de Música UFPEL.
21h – Concerto “Orquestra Acadêmica”. Local: Catedral de Pelotas.

19 FEVEREIRO
9h às 12h - Classes
13h – Recital de Alunos. Local: Conservatório de Música UFPEL.
14h às 16h – Ensaio da Orquestra Acadêmica.
14h30 – Concerto “Música de Câmara/ Cordas”. Local: Sociedade Música pela Música
17h – Núcleo de Inclusão Cultural “Crianças”. Local: Sociedade Música pela Música.
18h – Recital “Classe de Canto” – Local: Sociedade Música pela Música.
21h – Banda Sinfônica Acadêmica, sob regência Dario Sotelo. Local: Clube Brilhante.
Horário a definir – Espetáculo “Instrumental/ Jazz”. Local: a definir.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Jazz no Theatro

Sexta-feira foi a noite de jazz no Theatro Guarany, com presença de um belíssimo sexteto, onde o piano do nova iorquino Clif Korman e do sax carioca de Eduardo Neves, foram grandes os destaques. No entanto, Luke Faro também deu um ótimo solo de bateria e mostrou que a "cozinha" é bem entrosada unto com Eduardo Martins, no baixo.
“Instrumental/ Jazz” é composto por:
Clif Korman (Piano)
James Liberato (Guitarra)
 Eduardo Neves (Saxofone)
 Eduardo Martins (Contrabaixo)
 Luke Faro (Bateria)

Veja aqui algumas músicas.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

1º concerto do Festival Internacional SESC de Música

Na noite desta 2ª feira, 07/02, aconteceu a abertura oficial do I Festival Internacional SESC de Música, no Theatro Guarany.
Contando com diversas personalidades do meio cultural e políticos também, a solenidade contou com a presença de Fabrício Tavares, vice-prefeito, destacando a importância desse evento para a cidade e ressaltando as atividades em parceria com o SESC durante o ano de 2010.
Após o coquetel oferecido aos convidados, foi a vez da apresentação da Orquestra Unisinos sob a regência de Evandro Matté, executarem Dvorak - Sinfonia n° 8 e depois, "Rapsody in Blue" de Gershwin, com a participação de André Carrara ao piano.



























Mais fotos podem ser vista aqui nesse link http://goo.gl/G7ZjA
Confira também a programação do evento todo aqui http://goo.gl/sjUgT

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

I Festival Internacional SESC de Música


"Foi na década de 1950 que tiveram início, na cidade fluminense de Teresópolis, os Cursos Internacionais de Férias Pró-Arte, tendo como diretor artístico Hans-Joachim Koellreutter – incansável educador que contribuiu de maneira decisiva para o desenvolvimento de nosso meio musical no último século. Villa-Lobos chegou a ser professor do curso. A fértil iniciativa desdobrou-se em escolas livres e, mais tarde, em seminários de música.
Liderado por Koellreutter, o grupo de músicos e professores que tocou a iniciativa buscava renovar e modernizar o ensino musical que por aqui se praticava. O fato é que o Curso Internacional de Férias de Teresópolis marcou uma geração de músicos e serviu de inspiração para empreitadas que surgiram mais tarde, entre as quais se destacam o
Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, o FEMURS – Festival de Música de Santa Catarina, a Oficina de Música de Curitiba e o Festival de Juiz de Fora (MG).
O Rio Grande do Sul tem ficado a margem deste circuito nacional de festivais, com boas iniciativas que não tiveram continuidade, prejudicando o desenvolvimento da música de concerto e instrumental em nosso Estado.
O Festival Internacional de Música de Pelotas – SESC RS, que será realizado no período de 06 à 19 de fevereiro de 2011, é uma iniciativa para contribuir com o desenvolvimento cultural, econômico e turístico do Estado do Rio Grande do Sul, mais especificamente a metade sul do Estado.
Dezenas de alunos e músicos profissionais, entre eles artistas de gabarito internacional, se deslocarão para Pelotas para viverem uma imersão musical. O Festival oferecerá a possibilidade de 350 jovens bolsistas travarem contato com professores que podem levar a convites para estudos em uma das grandes academias do Brasil e exterior.
Paralelamente, o evento promoverá a difusão da música de concerto e instrumental em concertos e espetáculos de altíssimo nível por toda a cidade de Pelotas, resgatando uma tradição musical da região que é visível através de sua história e de patrimônios culturais como o Teatro Guarany e o Teatro Sete de Abril.
O Festival proporcionará o contato dos alunos bolsistas e do público com renomados profissionais de música concerto e instrumental do Brasil e do mundo, por meio de cursos de instrumentos, recitais, palestras e concertos. Estarão presente profissioanis de 07 (sete) países, entre eles nomes de reconhecida carreira internacional.
A programação artística contará com 33 espetáculos em 14 dias, divididos em recitais, música de câmara, concertos e shows de música instrumental, além de mais de 30 oficinas de instrumentos e canto ministradas pelos professores.
É na área social que o festival pretende se destacar com a realização de apresentações em escolas e entidades sociais, envolvendo a comunidade com a música que estará presente nas duas semanas, propiciando à comunidade contato com estudantes e professores de várias partes do mundo.
O Festival pretende ser um marco de qualidade artístico-musical reconhecido em todo o Mercosul e, além de lançar diversos jovens talentos no mercado profissional, objetiva apresentar a histórica riqueza cultural de Pelotas e região para todo o Brasil e inserir-se no cenário internacional dos grandes festivais. A estratégia é tornar o festival um evento anual e de grande relevância na cultura do Estado do Rio Grande, seja na apresentação de concertos e espetáculos do mais alto nível artístico e de classes instrumentais com grandes mestres da música, como em seu envolvimento social por meio de atividades que integram seus músicos.
Com equilíbrio entre qualidade, gestão, diversidade, educação e inclusão social, o Festival Internacional de Música de Pelotas – SESC RS pretende se destacar não somente como um dos mais importantes festivais de música do Mercosul, mas também como um evento de grande amplitude cultural e social, contribuindo para a solidificação das ações culturais do SESC RS em nosso Estado.

Evandro Matté
Diretor Artístico"

Para mais informações acesse o site: